Resumo da lancheira da Sarah - Semana 2

Adorei receber os e-mails e mensagens de vocês sobre o post anterior! Muito bom saber que ele poderá contribuir um pouco com o planejamento e montagem da lancheira dos pequenos. Fico muito feliz com o feedback e com a essa troca, afinal de contas, esse espaço é para isso.


Então vamos ao segundo post de resumo semanal da lancheira da Sarah. Para a semana que vem, vocês já têm várias ideias, receitas e dicas para inspirar.

Segunda-Feira


- Maçã orgânica - enviei a maçã inteira e pedi para a tia cortar. A Sarah até come a maçã sem cortar, mas acaba mão comendo toda. Acho que cansa de mastigar. Em casa, corto em fatias, já na escola, ela foi cortada em rodelas grandes e ela acabou não comendo nem a metade. Andei vendo algumas dicas como cortar com faca de cerâmica e depois fechar a maçã com uma liga elástica, para não ficar em contato com o ar, ou espremer gotinhas de limão para retardar a oxidação. Testarei em uma próxima oportunidade e compartilho com vocês. Aceito sugestões também!


- Bolo pamonha - a receita é da Rita Lobo e está no site Panelinha. Eu só substituí a manteiga por óleo de coco. Ficou uma delícia! Foi feito na sexta-feira e guardei na geladeira, então durou três dias tranquilamente. Cortei um pedaço de manhã e pus no potinho plástico. Na hora dela comer já estava em temperatura ambiente.


Terça-Feira


- Banana - sempre envio inteira e lá ela descasca, para não oxidar.


- Iogurte caseiro - já mostrei para vocês como faço com a iogurteira e sem a iogurteira. Esse é um item que aparecerá pelo menos uma vez por semana na lancheira da Sarah, porque ela ama e faz bem para o intestino, além de ser fonte de cálcio.


- Granola caseira - no Instagram eu contei para vocês que aprendi a fazer granola com a Glau, do @quitandoquinha e desde então viciei nela. Na #dicasparagranolacaseira (no Insta) eu mostro como fazer, mas amanhã publico um post completo aqui com as dicas e sugestão de receita.

Quarta-Feira


- Mamão orgânico - costumo cortar o mamão todo e deixo em um pote na geladeira. Na noite anterior, armazeno no recipiente que vai na lancheira e no dia seguinte só ponho na lancheira.


- Palitinhos de queijo minas frescal e tomate cereja - Dessa vez mandei o tomate inteiro, mas o certo é cortar na longitudinal para evitar engasgos. Isso vale para uvas, tomates cereja, ovos de codorna.


- Pipoca - no final do ano passado, comprei uma pipoqueira elétrica, que faz pipoca sem óleo e desde então passei a oferecer para a Sarah com mais frequência. Ela adora e o milho, sem o óleo de sem o sal, tem vários benefícios. É rico em fibras, antioxidante e minerais.

Para a pipoca não amolecer, preparo de manhã cedo e armazeno em saquinhos de papel ou em potinhos plásticos bem fechados. Esse é o tipo de lanchinho que sempre mando a mais, pois sei que ela acabará dividindo com algum amiguinho.

Sugiro atenção ao oferecer para crianças muito pequenas, pelo risco de engasgo.


Quinta-Feira



- Melão orgânico com aveia - às vezes ponho aveia na fruta para acrescentar mais fibras ao lanche. O melão, assim como o mamão, eu costumo cortar todo e deixar armazenado na geladeira em recipiente fechado. Como consumimos em dois, três dias, ele não estraga.


- Crepioca com patê caseiro - a crepioca é a mistura de um ovo batido, duas colheres de goma de tapioca e sal. levo essa mistura à frigideira, em fogo baixo, até que ela fique firme, viro o lado e aguardo ficar firme e dourado. Costumo preparar na hora e armazenar em potinho fechado. Como a Sarah lancha cerca de 30 min depois que chega na escola, a crepioca ainda chega morninha. Mas se o horário do lanche da criança for mais de uma hora depois do início das aulas, tenho dúvidas se crepioca em uma boa opção, pois fria perde a graça.


O patê, fiz para aproveitar resíduos do leite de castanha que havia feito. Já mostrei como faço alguns leites vegetais aqui.

A receita do patê é da Chef Cleo Martins:

- 1 xícara de resíduos de leite de castanhas (só não se deve usar de amendoim porque amarga. Usei de castanha de caju)

- 1 xícara de semente de girassol germinadas (deixar de molho em água por 8h, desprezar a água e usar as sementes)

- água filtrada para dar o ponto

- sal a gosto

- 1/3 de cebola picada

- cebolinha ou alho-poró (usei uns 4 cm de alho-poró)

- outros temperinhos a gosto.

Acrescentei 1 colher de sopa de biomassa de banana verde.

Bati no liquidificador o resíduo da castanha e as sementes de girassol germinadas. Depois fui acrescentando um pouco de água para dar o ponto, a biomassa e os temperos. A consistência e o sabor ficam a seu critério. Vá misturando e vendo como prefere.

Ficou uma delícia e super leve!!


Sexta-Feira

- Manga orgânica - outra frutas que costumo cortar na noite anterior e já armazenar no potinho que mandarei no dia seguinte, na geladeira.


- Bolinho de cenoura - esse bolinho aparece com frequência nos lanchinhos da Sarah e ela adora. Geralmente preparo em porções individuais, como cupcakes e congelo alguns, em saco plástico próprio para ir ao freezer. Congelo dois ou três em cada saquinho. Quando quero servir, tiro do congelador e ponho na geladeira na noite anterior e no dia seguinte, ponho na lancheira. Chega na escola pronto para o consumo.

Algumas de vocês me deram a dica de colocar 10 segundos no microondas. É outra opção para ajudar no descongelamento.

Adoro ter bolinhos congelados, pois sempre me salvam no dia que não dar para preparar nada fresquinho e não preciso recorrer a algum produto industrializado.


A receita do bolo de cenoura é da Thays, do Delícias do Dudu, mas trago a seguir com pequenas adaptações:

- 2 cenouras grandes ou 3 médias

- 1/2 xícara de óleo de girassol

- 2 ovos

- 1/2 xícara de açúcar (se tiver o paladar mais doce, sugiro aumentar a quantidade)

- 2 xícaras de farinha de trigo integral

- 1 colher de chá de fermento em pó

Bata no liquidificador as cenouras descascadas e cortadas em rodelas grossas, o óleo, os ovos e o açúcar. Depois, em uma vasilha, misture a farinha e o fermento.

Coloque em uma forma untada e leve ao forno por cerca de 40 min, em forno já aquecido, em temperatura de 180 graus.

© 2023 por Armário Confidencial. Orgulhosamente criado com Wix.com